JLSouza
E que seja nesta vida, todas as vidas que quero viver
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Perdoa-me
 
 
Perdoa-me por ser homem
E por muitas vezes utilizar
De um vocabulário chulo
Mesmo que seja para te elogiar
 
De acreditar que a masculinidade
É fundamental para uma conquista
E que não precisa de um vinho, regrado a um elogio
Para me declamar
 
Sou um homem
Igual a todos os homens
Por isso perdoe-me
Se em algum momento não soube te respeitar
 
Perdoa minha intolerância, discrepâncias.
Minha incapacidade de discernimento
Infantilidade ao extremo, machista sem arrependimento
Perdoa-me por não te idolatrar
 
Perdoa-me por não me lembrar
Que homem também chora
Pois foi assim na primeira hora
Quando sai do teu ventre
 
E que o primeiro carinho
Aquele no ninho, materno e divino
Coberto de mimo
Veio quentinho de um beijo de amar
 
Perdoa-me
Por não dizer que seus olhos são lindos
Que seu cabelo bonito
Flutua tão leve, no vento a soprar.
 
Perdoa-me
Pois eu te venero
Mas confesso sincero, sou um homem aos prantos
Se a mulher que eu amo, não me perdoar
 
Vou te deixar na estação
Pois o trem vai partir
Mas saiba querida que antes de ir
Sou louco por ti

 
JLSOUZA
Enviado por JLSOUZA em 23/03/2018
Alterado em 23/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários